O FETO REJUVENESCE A MÃE

 (photo: )

26.11.2017, 17:10

GRAVIDEZ TARDIA ALONGA A VIDA


Dados demográficos mostram que mulheres que têm filhos quando já não são tão jovens vivem mais. Recentes estudos sobre a longevidade explicam o motivo.


Fonte: Revista Fertility and Sterility
Ter uma vida longa e saudável? É o sonho de todos nós. O limite da vida humana, hoje, parece fixado em 115 anos, mas os cientistas procuram estende-lo cada vez mais. Entre os diversos estudos, existe um que está dando resultados prometedores, e ele diz respeito às assim chamadas "maternidades tardias". 
No linguajar técnico se chama "parabiose heterocrônica" e consiste na interação do sistema circulatório de um indivíduo maduro com o de um indivíduo muito jovem. A hipótese - que aparentemente parece vampiresca - é que o "vigor", a "vitalidade" deste último possa se transferir ao ancião, rejuvenescendo-o. A ideia pode despertar perplexidade mas, no entanto, na natureza alguma coisa de muito parecido acontece e, sobretudo, funciona. Como? Com a gravidez.
Só para mulheres
"Durante a gravidez, um indivíduo adulto, a mãe, entra em contato com o sangue de um indivíduo extremamente jovem, o feto", escreve na revista Fertility and Sterility o médico Yuval Gielchinsky, do Hadassah Medical Center de Jerusalém. 
O efeito rejuvenescedor dessa relação extremamente especializada foi observado em animais, e também em mulheres: coração e fígado se regeneram nos casos em que estão danificados; no cérebro aumenta a quantidade de mielina, a substância que protege os neurônios (por esta razão a esclerose múltipla, doença na qual a mielina fica comprometida, geralmente melhora durante a gravidez).
Parte do benefício é ligada aos hormônios e parte às células-tronco do feto, que entram na circulação materna e vão reparar os danos e lesões existentes nos órgãos. É provável que, exatamente por isso, os dados demográficos mostram que as mulheres que dão à luz em idade tardia vivem mais tempo que a média.



Saiba mais em
https://www.brasil247.com/pt/saude247/saude247/329077/O-feto-rejuvenesce-a-m%C3%A3e-Gravidez-tardia-alonga-a-vida.htm

ARTÉRIAS ENTUPIDAS


 (photo: )

05.12.2017, 15:14

QUAIS SÃO AS CAUSAS DA ATEROESCLEROSE

O diâmetro das nossas artérias pode ficar reduzido até a obstrução devido à inflamação favorecida por excesso de colesterol e açúcar: a aterosclerose. Idade, hipertensão, tabagismo, uma dieta muito rica, falta de exercícios físicos, diabetes, taxa elevada de colesterol ruim (LDL) são as principais causas. Ele também se encontra diretamente relacionado à presença de uma taxa elevada de colesterol ruim, aquele que se apresenta sob a forma de gorduras associadas à proteínas de baixa densidade: os LDL. Mas existem também os fatores genéticos.



Por Anne Lefèvre-Balleydier – Le Figaro

O risco de ver suas artérias estreitar aumenta com a idade, a hipertensão, o tabagismo, uma dieta muito rica, a falta de exercícios, a diabetes. Ele também se encontra diretamente relacionado à presença de uma taxa elevada de colesterol ruim, aquele que se apresenta sob a forma de gorduras associadas à proteínas de baixa densidade: os LDL. Finalmente, as pessoas sofrendo com a chamada «síndrome metabólica» estão particularmente expostas a esta ameaça: além de uma circunferência abdominal muito elevada, elas sofrem muitas vezes de hipertensão, apresentam um nível muito elevado de colesterol LDL no sangue e são propensas para desenvolver diabetes. Todos estes elementos contribuem ao que é chamado aterosclerose, um processo que se estende por várias décadas, podendo instalar-se já na adolescência.
Os glóbulos brancos fazem o papel de catadores de lixo
Tudo começa por uma inflamação na camada interna das artérias. Em resposta a ataques diversos e variados, devido à presença de alguns micróbios, à falta de oxigênio e um excesso de colesterol ou de açúcares, as células que revestem a parte interna dos vasos sanguíneos solicitam o auxílio de glóbulos brancos que circulam no sangue. Por conseguinte, sua ativação desencadeia uma série de reações inflamatórias, até entupir totalmente as artérias. Ao aderir, primeiramente na parede dos vasos sanguíneos e infiltrando-se, estes glóbulos brancos chamados macrófagos, fazem o papel de catadores de lixo e limpam as artérias. Mas, se tiverem muito trabalho, eles são incapazes de encará-lo. Assistidos por outra categoria de glóbulos brancos, os linfócitos, eles começam então a secretar moléculas que mantêm a inflamação e criam lesões. Trata-se das  placas de ateroma.

Acúmulo de gordura na região abdominal: alerta para ateroesclerose e outras moléstias cardio-circulatórias

Colesterol: suas perguntas mais frequentes
E vem o tempo da migração das células musculares, do exterior para o interior da parede arterial onde eles secretam aglomerados de fibras. Em tempos normais, esta parede e os glóbulos brancos absorvem o colesterol sob a forma de gotículas. Mas além de certo limiar, a gordura acaba por se acumular e as fibras secretadas por células musculares a recobrem. O depósito assim formado reduz o calibre das artérias e atrapalha a circulação do sangue, o que já está na origem de distúrbios como a dor no peito.
Uma espada de Dâmocles
Mas outro perigo ameaça como uma espada de Dâmocles: a instabilidade da placa que pode rachar quebrar e soltar-se. Quanto mais elevada for a proporção de gordura mais a placa de ateroma é instável. Tanto é que as fibras que a sustentam são atacadas por glóbulos brancos. Os pedaços que se soltam podem então coagular e formar coágulos que permanecem no lugar ou se movem. Se a artéria afetada irrigar o coração, há um risco de infarto; se forem nas artérias carótidas que conduzem ao cérébro, há um risco de AVC.
Na espera que uma compreensão cada vez mais fina destes mecanismos inflamatórios abra o caminho para novos tratamentos, já dispomos de medicamentos que atuam sobre a placa de ateroma e a fluidez do sangue. Mas nada pode substituir a prevenção básica que se encontra em uma alimentação equilibrada, exercícios e ausência total de tabaco.


Leia mais em
https://www.brasil247.com/pt/saude247/saude247/330405/Art%C3%A9rias-entupidas-Quais-s%C3%A3o-as-causas-da-ateroesclerose.htm

MUITO TEMPO À FRENTE DA TELINHA?

 (photo: )

06.12.2017, 19:08

FAÇA PAUSAS A CADA 20 MINUTOS

Regular o ar condicionado e fazer pausas a cada 20 minutos, olhando para longe, são duas recomendações dos oftalmologistas para compensar as excessivas horas frente ao computador. Elas não trazem lesões permanentes à visão, mas  provocam alterações da lubrificação ocular e vários outros distúrbios. A primeira recomendação para quem passa horas diante da tela do computador é seguir a regra dos 20-20-20, ou seja, parar a cada 20 minutos durante 20 segundos e olhar para uma distância de no mínimo seis metros.


Por: Equipe Saúde 247

Cada vez mais as pessoas usam computadores, tablets ou smartphones e, por isso, estão cada vez mais expostas a um esforço de visão para perto, que exige mais atenção, com o olho mais aberto e que pestaneja menos, ficando por isso mais seco.
A maior parte dos especialistas diz que o uso dos computadores ou tablets "não traz lesões irreversíveis", mas "lesões pontuais", que dão origem a queixas, mas que podem ser compensadas com medidas preventivas. Recente pesquisa apresentada no Congresso Português de Oftalmologia, que acaba de ser realizado em Vilamoura, no Algarve, e que observou durante um ano o comportamento ocular de 80 funcionários, concluiu que os trabalhadores que tomavam medidas preventivas como as pausas a cada 20 minutos, a lubrificação do olho com colírios, o cuidado com a regulação do ar condicionado, tentando manter alguma umidade, conseguiam facilmente se recuperar das lesões provocadas pela longa exposição às telas dos computadores (mais de duas horas).
O estudo concluiu que "é preciso que se esteja muito tempo ao computador, mais de duas horas, para ter repercussão e que, se cumprimos algumas regras, atenuamos as queixas e podemos usar o computador com uma melhor performance. As alterações provocadas são reversíveis, não ficam conosco sempre, mas assim que voltamos às mesmas condições voltam a aparecer as mesmas queixas.
Controle da visão desde os bancos escolares
O olho humano está naturalmente preparado e para ver ao longe. Quando fazemos isso relaxamos os músculos usados na visão de perto e estimulamos os outros. Fazer essas pausas não significa necessariamente sair do lugar onde estamos. Basta desviar o olhar, olhando para longe, pois vamos relaxar o olho e, ao pestanejar mais, também lubrificamos mais.
Além dessas pausas e dos conselhos para afastar os monitores o mais possível, muitos especialistas recomendam o uso da opção nightshift (redução de luminosidade) nos equipamentos, sobretudo a partir do final do dia. Esta opção diminui a quantidade de luz azul emitida. É que um certo comprimento de onda de luz azul pode chegar à retina e causar potenciais alterações e um aumento da prevalência de uma doença de degenerescência relacionada normalmente com a idade. Além disso, essa luz dá uma mensagem errada à glândula que regula o estado dia/noite no organismo e diz-lhe que é de dia, logo, o cérebro liberta certas substâncias e mantém-nos acordados, dificultando o adormecer e fazendo com que se tenha um sono mais irrequieto. Por isso, recomenda-se que sejam evitados esses estímulos antes de deitar, deixando de usar os aparelhos pelo menos meia hora ou uma hora antes de ir para a cama.


Leia mais em
https://www.brasil247.com/pt/saude247/saude247/330813/Muito-tempo-%C3%A0-frente-da-telinha-Fa%C3%A7a-pausas-a-cada-20-minutos.htm

DINHEIRO E QI



Leia Mais em
https://www.brasil247.com/pt/247/revista_oasis/331083/Dinheiro-e-QI-Os-efeitos-da-pobreza-no-c

APOCALIPSE SOCIOCULTURAL



Leia mais em
https://www.brasil247.com/pt/247/revista_oasis/330171/Apocalipse-sociocultural-A-civiliza